Weby shortcut
l3p

+100 Ferramentas para a Análise de Redes Sociais

Por Eduardo Silva. Criada em 15/07/16 09:58. Atualizada em 15/07/16 10:01.

A análise de redes sociais é uma crescente em relação a análise e compreensão de meios sociais, trazendo um método único de análise, que auxilia a compreensão do todo dentro de um ambiente extremamente relacionado e com um abrangente fluxo de informações, a partir disso varias ferramentas foram desenvolvidas para esse tipo de estudo, segue abaixo uma coletânea de ferramentas que podem ser utilizadas paras as diversas opções de análise voltadas para a Análise de Redes Sociais..

Aplicações, software, pacotes, addons… para ARS/SNA

  1. AutoMap; É uma ferramenta de mineração de textos elaborada por CASOS na Universidade de Carnegie Mellon. Permite a extração de informação a partir de textos utilizando métodos de Análise de Redes Sociais. Facilita a extração de vários tipos de dados de documentos não estruturados.
  2. Bluenod; Com um simples login através do Twitter está ferramenta visualiza conversações dessa rede social. Sendo de pagamento simples. Permite diferentes opções para compartilhar seus resultados.
  3. centrifuge; Proporciona potencia e flexibilidade para conectar, visualizar e colaborar. Combina ARS, com visualizações interativas e funções de visibilidade para simplificar drasticamente os padrões de dados.
  4. CHORUS; É um pacote gratuito, que permite a recolha de dados e a análise visual. Foi desenhada para facilitar e permitir a investigação em ciência sociais a partir de dados do Twitter.
  5. CitNetExplorer: É uma ferramenta de software para a visualização e a análise das redes de referencias de publicações científicas. A Ferramenta permite a criação de redes de citações com dados que podem ser importado diretamente do Web Of Science.
  6. Commetrix; É um framework de software para a visualização e análise de redes dinâmicas que suporta moderadores comunitários, membros e Redes de Investigadores. Proporcionando um acesso fácil e completo a rede de dados.
  7. cosmosproject (Collaborative Online Social Media Observatory): Software mantido pelo SocialDataLab da Universidade de Cardiff. Permite a vinculação de múltiplas fontes de dados digitais, integra uma serie de ferramentas de análise de dados utilizando um modelo de fluxo de trabalho, seus algoritmos de análise estão abertos, e os usuários não necessitam de nenhum conhecimento de programação. A plataforma é gratuita para os usuários acadêmicos e do setor público para a realização de investigações sem fins lucrativos.
  8. Cosmos: Ferramenta de escuta ativa desenvolvida pela autoritas consulting que inclui um módulo de ARS baseado no Gephi Toolkit. Ele é pago e foi desenhado para coletar e analisar grandes volumes de informação
  9. Cubix: É uma interface de visualização para a exploração de redes dinâmicas. Entre outras analisa; redes sociais (facebook, linkedin), comunicação por correio electrônico entre as pessoas, redes de colaboração científica, sinais entre computadores ou dispositivos móveis, volume de operações entre países, correntes migratórias entre os países…
  10. Cuttlefish: É uma aplicação que visualiza as redes com alguns dos algoritmos de design mais conhecidos. Permite visualizações detalhadas dos dados da rede, a manipulação interativa de desing, edição gráfica e visualização de processos. Vem sendo desenvolvido pelo departamento de projeto de sismtas ETH Zürich.
  11. Cytoscape: É uma plataforma de software de código aberto para a visualização de redes complexas e a integração com qualquer tipo de dados ou atributos. Um monte de aplicativos estão disponíveis para vários tipos de análise, incluindo bioinformática, análise de redes sociais e web semântica.
  12. Dmi-Tcat: Fornece uma coleta de dados robusta e reproduzível coleta e análise de dados. Suas características analíticas são baseadas em duas ideias principais; conjuntos de dados capturados podem ser refinados de diferentes maneiras (consultas de pesquisa , exclusões, intervalo de datas , etc.) e seleções resultantes de tweets podem ser analisados ​​de várias maneiras, principalmente por conta dos arquivos de saída em formatos padrão (CSV para arquivos tabulares e GEXF para arquivos de rede). Tendo sido desenvolvido pelo grupo Digital Methods Initiative e a University of Amsterdam.
  13. EgoNet: É um programa para a recolha e análise de dados de redes egocêntricas. Ajuda a criar o questionário, a recompilar dados, e proporciona uma medida geral de redes de dados e matrizes que podem ser utilizadas para análise posterior por outro software. Gratuito e open.
  14. Flocker: Se você precisa de um aplicativo para exibir em tempo real, como é a criação de uma rede de RT no Twitter, esta ferramenta vai mais do que cobrir suas necessidades. Permite, além da visualização, exportar os dados em GEXF e as visualizações em PNG e SVG. Gratuita.
  15. Gephi: Ele é o líder em visualização e exploração de todos os tipos de gráficos e software de rede. Gephi é de código aberto e livre. Ele roda em Windows, Mac OS X e Linux
  16. Gephi Toolkit: É uma biblioteca Java padrão para a exibição e análise de dados perfeitamente utilizável com qualquer aplicativo java. Ideal para projetos web
  17. Graph Commons: É uma plataforma de mapeamento colaborativo de redes para extrair conhecimineto de relacionamentos. Os seus membros têm vindo a utilizar a plataforma para jornalismo investigativo , análise de dados, ativismo cívico, estratégias, análise organizacional, desenho de sistemas ...
  18. Graph your Twitter Network in Neo4j: aplicação baseada Neo4J que permite remover facilmente a sua última atividade no twitter e analisá-lo com Cypher. Projetado para desenvolver as habilidades usuários com Neo4j.
  19. graph-tool: É um módulo Python projetada para manipulação e análise estatística de grafos. Ele é implementado em C ++ que confere muita rapidez nos cálculos.
  20. GraphChi: É um spin-off do projeto GraphLab da Universidade Carnegie Mellon. Ele é baseado na pesquisa de Aapo Kyrölä e seus assessores. O GraphChi pode correr cálculos extremamente grandes e gerar seus gráficos em uma máquina, usando um novo algoritmo de processamento de gráficos baseado em em disco (SSD ou HD). É open source, ele é implementado em C ++ e Java.
  21. GraphStream: É uma biblioteca Java para modelagem e análise de grafos dinâmicos. Você pode criar, importar, exportar, fazer medição, design e exibição. É um projeto open source.
  22. Graph-Tool: É um módulo Python para a manipulação eficiente e análise estatística dos grafos. Diferentemente da maioria dos outros módulos Python com funcionalidade semelhante, a estrutura de dados e o algoritmo básico é implementado em C++, que faz um amplo uso de modelos de metaprogramming, com base em grande parte do impulso da livraria de grafos.
  23. Guess: É uma ferramenta para a análise e visualização de dadps exploratória de grafos e redes. O sistema contém uma linguagem específica de domínio incorporado chamado Gython.
  24. Hashkat: @#K é uma ferramenta de simulação dinâmica concebida para modelar o crescimento da rede e disseminação de informações através de uma rede social online. É um motor de Kinetic Monte Carlo baseado em um agente capaz de simular redes online como o Facebook, Twitter, LinkedIn, etc. Ele é gratuito.
  25. Hashtagify: Aplicação com ambiente gráfico usado para exibir o concorrencia entre hashtags, ou seja, se busca a hashtag requerida e a aplicação mostra na rede como ela se relaciona com as outras hashtags que estão sendo utilizadas em conjunto. Ideal para completar pesquisas de escuta ativa.
  26. inFlow: Software desenvolvido pela OrgNet, originalmente desenvolvido por Valdis Krebs a mais de 20 anos atrás, usado como ferramenta de análise para redes corporativas de pessoas e de negócios. A aplicação permite a análise e visualização, sem a necessidade de exportar ou importar arquivos. Uso licenciado.
  27. Infranodus: Aplicativo que converte notas, textos e idéias em grafos para análise.
  28. Immersion: Se você estiver interessado em como tem sido as suas relações através de e-mail, não dê mais voltas. Com um login simples através do Google, Yahoo ou MS Exchange o aplicativo exibe as diferentes conversas que ocorreram na sua conta de e-mail.
  29. JUNG: Java Universal Network/Graph Framework é uma biblioteca de software que fornece uma linguagem comum e extensível para modelagem, análise e visualização de dados que pode ser representado como um grafo ou rede. Ele é escrito em Java, que permite que aplicações baseadas em JUNG possam fazer uso das extensas capacidades da built-in do Java API, bem como outras bibliotecas Java de terceiros existentes.
  30. KeyNetiQ:É uma plataforma inovadora de análise de rede. Ele é projetado para mapear, visualizar e analisar redes de pessoas e as relações entre elas, revelando como as organizações realmente operam no negócio da vida cotidiana. Eles oferecem um periodo experimental gratuito por 14 dias.
  31. Knime (Ou Konstanz Information Miner); É uma plataforma de análise projetado para Ciência de dados, é aberto e tem um módulo ARS que faz com que seja uma boa ferramenta para aqueles que gostam de dissecar dados. Ele permite o desenvolvimento de modelos em um ambiente visual. Ele é construído sobre a plataforma Eclipse.
  32. libSNA: É uma biblioteca de código aberto para análise de redes sociais, sob a licença LGPL. Esta biblioteca está em desenvolvimento ativo por Abe Usher na esperança de servir como um catalisador para melhorar o campo de análise de redes sociais.
  33. Linkurious: Ferramenta usada pelo ICIJ (Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos) em suas pesquisas, juntamente com Neo4J como no #SwissLeaks. Linkurious usa seu próprio visor gráfico Linkurious.js que pode ser usado com licença aberta. Funciona sob licença.
  34. Meerkat: é uma aplicação de análise dinâmica de redes sociais em desenvolvimento pelo Dr. Osmar Zaiane e seu laboratório. Ele tem módulos para mineração automatizada de comunidade, vários algoritmos de design de visualizações de eventos e análise em diferentes pontos de temporais.
  35. Mentiomapp: É uma aplicação que permite digitalizar perfis e hashtags . Com uma autenticação simples com o Twitter,  com base nos últimos 200 tweets de 5 perfis e suas menções com os que mais interagiu, bem como as duas hashtags mais utilizadas. Simples e útil para saber mais sobre um perfil ou hashtag.
  36. Mozdeh: É um produto do Grupo de Pesquisa Cybermetrics de Estatística da Universidade de Wolverhampton e foi construído como parte dos projetos da CyberEmotions UE e serigrafia. Ele funciona em Windows e permite especialmente desenho séries a partir de uma coleção de tweets. Ele também tem um módulo para gerar grafos a partir das menções geradas.
  37. Multinet: É um pacote de análise de dados que pode ser usado para dados comuns ( um arquivo que tem uma linha de dados para cada caso ) e para dados de rede ( em que há dois arquivos - o arquivo " nó ", descreve indivíduos e o arquivo "link" conexões entre indivíduos).
  38. Muxviz: É um framework para a análise de múltiplas camadas e visualização de redes. Permite uma visualização interativa e a exploração das redes de múltiplas camadas, quer dizer, onde os nós do grafo exibem relações múltiplas ao mesmo tempo. É adequado para a análise de redes sociais que apresentam relações de tipos diferentes (por exemplo, família, trabalho, etc.) ou a interação em diferentes plataformas (Twitter, Facebook, etc.), redes biológicas caracterizadas por diferentes tipos de interação (por exemplo, elétrica, química, etc, ou alelos, etc) as redes de transporte que contam com diferentes meios de transporte (por exemplo, trens, ônibus, etc.), essas são apenas algumas das aplicações. É open, baseada em R e multiplataforma.
  39. Navicrawler: É um addon do Firefox desenvolvido pela WebAtlas pensado para análise web. Recolhe a informação da web através de suas ligações, mediante um crawler ou navegação manual, gerando arquivos de rede para sua análise. Há algum tempo que não tem atualizações, mas dispõe de uma versão para firefox portátil totalmente operacional. Muito útil para mapear nichos temáticos.
  40. Netlytic: É um analizador de texto e redes sociais baseado em nuvem que pode resumir automaticamente grandes volumes de texto e descobrir as redes sociais de conversa online de sites como Twitter, Youtube, blogs, fóruns e chats.
  41. NetMiner: É uma ferramenta de software premium para a análise exploratória e visualização de dados em rede. NetMiner permite explorar os dados de forma visual e interativa, e ajuda a detectar padrões e estruturas de redes subjacentes. Teste gratuito por 28 dias.
  42. Netvis Module: É uma ferramenta web baseada em código aberto para analisar e visualizar redes sociais utilizando dados de arquivos CSV, pesquisas online e equipes dispersas.
  43. Netvizz: Ferramenta que permite escolher do Facebook diferentes tipos de dados, como egonets, redes de grupos, etc...
  44. Network Workbench: Ferramenta para a análise de redes de grande escala. É um conjunto de feramentas para a modelagem e visualização em áreas como biomedicina e as ciências sociais. Foi pensado para investigadores.
  45. NetworKit: É um conjunto de ferramentas de código aberto para a análise de redes em grande escala. Seu objetivo é proporcionar ferramentas para a análise de redes com milhares de bilhões de relações. É um módulo do Python, escrito em C++.
  46. NetworkX: É um pacote de software em Python para a criação, manipulação, e o estudo da estrutura, dinâmica e funções de redes complexas.
  47. NodeXL: A base é um modelo livre, de código aberto para MS Excel 2007, 2010, 2013 e 2016 que faz com que seja fácil explorar gráficos de rede. A versão pro oferece caracteristicas adicionais que apliam o NodeXL básico, proporcionando um fácil acesso aos fluxos de dados da rede, métricas de rede avançadas, e a análise de textos e sentimentos.
  48. ORA-LITE: É uma ferramenta de avaliação e análise de rede dinâmica desenvolvida pela CASOS na Carnegie Mellon. Contendo centenas de métricas de redes sociais, de rede dinâmica, métricas de trilha, procedimentos para agrupar os nós, a identificação de padrões locais, comparar e contrastar as redes, grupos e individuos de uma perspectiva das redes dinâmicas.
  49. OrgMapper: É uma ferramenta de diagnóstico organizacional online que analisa e visualiza as redes humanas que os empregados utilizam para colaborar, comunicar e trocar informações para fazer seu trabalho diário. Produz mapas de rede informativos e as listas de fatores que influênciam e que tem um impacto substancial no rendimendo, comunicação, aprendizado e inovação. Ideal para melhorar organogramas.
  50. Pajek: É um pacote de programas para análise e visualização de grandes redes (redes que contém acima de mil milhões de arestas, não há limite, excepto pelo tamanho da memória e o número de linhas). Está disponival a 20 anos. O programa, documentação e material de apoio pode ser baixado e utilizado de forma gratuita para uso não comercial.
  51. PNet: É um programa para a simulação e estimativa de módelos de grafo aleatório exponencial (ERGMs) para as redes sociais. Mantido pela MelNet Social Network Research Group.
  52. Polinode: Oferece dois módulos. "Survey" que permite gerar inquéritos para recolher informações de egonets. E o módulo "network" que facilita a análise dos dados recolhidos e importados. Pensando para a análise de organizações, detecção de talentos, dar suporte a gestão de mudanças, mapeamento de experiência e conhecimento  ou melhorar a comunicação entre outros.
  53. R: É um ambiente livre para o cálculo estátistico e geração de grafos. Tem uma grande versatilidade pela grande quantidade de pacotes disponiveis. Especificos para análise de redes encontramos:
    1. ergm: Modela, simula e diagnostica modelos exponenciais de rede.
    2. InfluenceR: Permite o cálculo de importância estrutural de nós em uma rede.
    3. iGraph: Análise e visualização de redes.
    4. interGraph: Permite a conversão de dados entre diferentes pacotes de análise de redes em R.
    5. NetCluster: Clustering para redes
    6. NetData: Network Data for McFarland’s SNA R labs
    7. Network: Classes for relational data
    8. SNA: Ferramentas para análise de redes.
    9. Statnet: Ferramentas para análise de redes.
    10. Tsna: Ferramentas para análise de redes temporais.
  54. Radatools: Conjunto de programas de distribuição livre para analisar redes complexas. Em particular, inclui programas para detecção de comunidades, e cálculo de propriedades de rede e ferramentas gerais para manipulação de redes e suas partições.
  55. Recursive: É um addon para o Chrome, permite a visualização da web através de suas conexões. Ideal para análisar como se constroe a web e seu ecosistema de relações internas e externas.
  56. Sentinel Visualizer: Integra a Análise de Redes Sociais (ARS) diretamente em seus diagramas para que possa gerar rapidamente as métricas ARS sobre seus dados. Gerar informações com dados brutos e visualizar tudo sem necessidade de programação.
  57. SIENA: É um programa para a análise estatística de dados da rede, com o foco nas redes sociais. Desenvolvido e mantido pela Universidade de Oxford.
  58. SNAP: Stanford Network Analysis Project: É uma biblioteca de mineração de análise de grafos de rede. Foi escrita em C++ e compreende facilmente redes massivas de centenas de milhões de nós, e bilhões de relacionamentos. Calcula as propriedades estruturais, gerando grafos regulares e aleatórios, sendo compativel com os atributos nos nós e arestas. O SNAP está disponivel também através do NodeXL.
  59. Socilab: Permite a análise e visualização da sua rede do Linkedin com um máximo de 500 contatos. É fácil de utilizar, se identifica com a sua conta no LinkedIn e fornece informações úteis de como está configurada uma rede profissional.
  60. Socilyzer: Software para analisar organizações.
  61. SocioViz: É uma aplicaçãos mais simples. Com autenticação direta a partir do Twitter permite na sua versão gratuita, visualizar e analisar os últimos 100 tweets de uma busca, hashtag ou usuário. Na versão paga permite analisar os últimos 5000 tweets.
  62. SocNetV: É um programa multiplataforma pensado para analise e visualização de redes de maneira fácil. Permite multicamadas e dispõe também de um crawler para análise web.
  63. SocSciBot: É um crawler pensado para análise web mediante relações entre diferentes sites. Gera diferentes métricas de rede e exporta os dados em arquivos utilizados pelo Pajek e UCINET.
  64. SoNIA: É um pacote baseado em java para visualização de dados de grafos de maneira dinâmica e longitudinal. Desenvolvida por Stanford.
  65. Statnet: É um conjunto de pacotes de software para a análise de redes que implementam os avanços recentes nos modelos estatísticos de rede. O marco analítico se baseia na família do modelo de grafo aleatório exponencial (ERGM). Statnet proporciona um marco integral para a modelagem de rede baseado no ERGM, incluindo ferramentas para a estimação do modelo, a avaliação do modelo, a simulação de rede baseada no modelo e visualização de rede. Esta ampla funcionalidade é impulsionada por um algoritmo de cadeia central de Markov Monte Carlo (MCMC).
  66. SUBDUE: É um sistema que encontra padrões estruturias e relacionas nos dados que representam entidade e relações. SUBDUE pode realizar varias tarefas de aprendizagem, incluindo a aprendizagem sem supervisão, aprendizagem supervisionada, clustergin e aprndizagem gramática do grafo. SUBDUE tem sido aplicado com sucesso em uma série de áreas, incluindo a bioinformática, estrutura de mineração web, o combate ao terrorismo, análise de redes sociais, aviação e geologia.
  67. SVAT: Anunciada como a solução para a investigação de fraude. Permite a análise de redes, assim como a mineração de texto.
  68. Table 2 Net: Permite extrair arquivos de grafo em .NET a partir de um arquivo CSV. 
  69. TAGS: Desenvolvido por Martin Hawksey esta aplicação que funciona no Google Drive permite coletar tweets e analisa-los obtendo diferentes métricas, entre elas algumas de centralidade de rede, assim como de visualização.
  70. Teamscom: Aplicação pensada para funcionar sobre o Google Apps. Proporciona uma análise exaustiva das relações de uma organização em Apps para detectar equipes de colaboração e otimizar a organização.
  71. Textexture; Uma apalicação fácil e efetiva. Transforma um texto em uma rede para sua análise. No entanto, funciona só em inglês. Uma opção é traduzir o texto previamente.
  72. Tom Sawyer Software: É um software baseado em grafos avançados para criação de aplicações de classe empresarial para a visualização e análise de dados relacionais. Se trata de um kit de desenvolvimento de software (SDK) com um ambiente de design e visualização baseado em grafos.
  73. Tulip: É um framework dedicado a análise e visualização de dados relacionais. Tulip provê uma livraria de desenvolvimento completa, suportando o design de aplicações de visualização da informação interativas para dados relacionais. Escrito em C++ o framework permite o desenvolvimento de algoritmos, tecnicas de interação, modelos de dados, e visualizações especificas.
  74. TXT2Pajek: Como o próprio nome indica gera um arquivo de grafo a partir de um texto para a análise de redes semânticas. Funciona somente no windows.
  75. UCINET: É um pacote de software para a análise de dados de redes sociais. Foi desenvolvido por Lin Freeman, Martin Everett e Steve Borgatti. Vem com a ferramenta de visualização de redes NetDraw. Funciona apenas no windows.
  76. URLnet: Ferramenta escrita em Python, pensada para a geração de dados de grafo através de uma recolha de relações web ou para a análise semântica de textos que se encontram em uma coleção de sites.
  77. visone: O proposito principal do visone é capacitar os investigadores de ciências sociais para analisar e visualizar os dados através de redes de uma maneira integrada. As possíveis aplicações vão desde sociometria, bibliometria e análise web.
  78. Visual History for Chrome: É um addon para chrome que permite a exploração e analise de maneira gráfica do histórico de navegação. Pensado para estudar hábitos de navegação na web.
  79. VosViewer: É uma ferramenta de software para a construção e visualização de redes em bibliométria. Estas redes podem incluir, por exemplo, revistas, pesquisadores ou publicações individuais, e podem ser construídos sobre a base de co-citação, ligações bibliográficas, ou as redes de coautoria. VOSviewer também oferece a funcionalidade de mineração de texto que pode ser utilizada para construir e visualizar redes de co-ocorrência de importantes termos extraídos de um corpo de literatura científica.
  80. Webometric Analyst: Analisa o impacto de documentos de um site e cria diagramas de rede, assim como as de criação e analise de séries temporais de sites como youtube, twitter e alguns sites especializados como Google Books, Mendeley. Envia automaticamente consultas para outros motores de busca e outros sites e processa os resultados.
  81. Wolfram Mathematica: É um sistema de computação em nuvem que também cobre aspectos de análise de redes sociais.
  82. Xanalys: Software pensado para a investigação criminal e a prevenção de fraudes.

BD de grafo

  1. ArangoDB: É uma base de dados distribuida e altamente escalavel para todos os modelos de dados. Configurar e manter um cluster é extremamente fácil.
  2. bitsy: É uma base de dados pequena, rápida, integravel e duradoura em memória que implementa a API de Blueprints.
  3. Blazegraph: Grafos são poderosos, flexiveis meios de representar tipos de dados vinculados. Aplicações de Grafo aparecem em todo lugar a partir do Knowledge Graphs, para detecção e Clustering de comunidades, para detecção de falhas na internet das coisas (IoT), e para a descoberta de drogas e medicina de precisão para a segurança cibernética e na defesa nacional. Blazegraph é uma database de grafos de alta performance que provê suporta para as APIs RDF / SPARQL e o Apache Tinkerpop com soluções escaláveis, incluindo, HA, scale-out, e aceleração de GPU
  4. brightstardb: Base de dados nativa para RD que funciona em .NET
  5. cayley: É uma base de dados de grafos em código aberto inspirada no Freebase e no Google Knowledge Graph.
  6. Filament: Filament é um projeto para armazenar e explorar as estruturas de dados de grafo. O elemento central é uma biblioteca de armazenamento gráfico com suporte padrão para SQL através de JDBC. A atual implementação de armazenamento é conectável.
  7. Graphd: É a base de dados back-end que alimenta o Freebase.com. É uma base de dados de grafo que está escrito em C e se executa em Unix. Processa as consultas em linguagem de consulta (GQL).
  8. HypergraphDB: É de código aberto, permite o armazenamento de dados baseado no formalismo de hipergrafos dirigidos. Devido a suas caracteristicas pode se utilizar em todo o tipo de aplicações java e simplesmente como base de dados de grafos.
  9. InfoGrid: É uma base de dados de grafos com muitos componentes de software adicionais que fazem com se possa desenvolver aplicações web REST-ful sobre uma base gráfica simplificada. InfoGrid é de código aberto, e está sendo desenvolvido em java como um conjunto de projetos.
  10. Neo4j: É uma base de dados de grafos nativa e altamente escalavel que aproveita as relações de dados como entidade de primeira classe, para ajudar as empresas a criar aplicações inteligentes para satisfazer os desafios de dados atuais em constante evoluções. A simplicidade de sua linguagem de consulta, Cypher, e sua escalabilidade a convertem em um candidato adequado para o desenvolvimento de aplicações baseadas em big data.
  11. Ontotext: É uma base de dados de grafo semântica que serve as organizações, organiza e gere o conteúdo em forma de dados inteligentes semanticamente enriquecidos.
  12. OrientDB: É uma base de dados de grafo distribuidam, com a estrutura de uma base de dados documental. Foi pensada para trabalhar na nuvem, dispõe de http rest e a api do json, também suporta extensões SQL e tem a licença do Apache2.
  13. orly: É uma base de dados não relacional. Sua execução é rápida e permite escalar sua capacidade para trabalhar com milhares de milhões de usuários. Orly oferece um caminha único aos dados e elimina a necessidade de memoria cacheada devido a sua velocidade.
  14. sones: Sones é uma base de dados de grafo orientada a objetos para uma grande quantidade de dados semi estruturados e muito conectados em um ambiente distribuído.
  15. Titan: É uma base de dados de grafo escalável otimizada para o armazenamento e consulta de grafos que contem centenas de milhares de milhões de vértices e arestas distribuídas através de um cluster. Titan é uma base de dados transacional que pode suportar milhões de usuários simultaneamente que executam grafos complexos em tempo real.
  16. Trinity: É um sistema de armazenamento de grafos distribuído. Provê aos usuários um acesso rápido aos dados. É um produto da Mucrosoft.
  17. VelocityDB: É uma base de dados de grafo resultante de um hibrido entre C# e noSQL, orientada a objetos e que permite ser embedada.
  18. vertexdb: é uma base de dados de grafo de alto rendimento que suporta a coleta de lixo automática, usa libevent e tokyocabinet. Utiliza HTTP, já que é o protocolo de comunicação e JSON como formato de dado de resposta. Tem licença BSD e foi escrita por Steve DeKorte e Rich Collins.
  19. Virtuoso: É uma solução empresarial para o acesso de dados, a integração e a gestão de bases de dados relacionais.
  20. weaver: Base de dados de grafo distribuída que provê escalabilidade horizontal, alta execução e uma forte estabilidade. Permite aos usuários executar atualizações e consultar através de uma simples API em Python.
  21. Whitedb: É uma biblioteca de base de dados NoSQL escrito em C, opera inteiramente na memoria principal, não existe processo de servidor. Os dados são lidos e escritos diretamente na memoria compartilhada, não se usam sockets entre WhiteDB e o programa.
  22. AllegroGrap: É uma base de dados de grafo moderna, de alta performance e persistente. Faz uso eficiente da utilização de memoria em combinação com armazenamento baseado em disco.
  23. InfiniteGraph | Distributed Graph Database – Objectivity: É uma base de dados de grafo altamente especializada. Sua funcionalidade tem sido migrada para ThingSpan. Normalmente utiliza a análise de grafo fora de um ambiente Spark.

Fonte/Source: LINK For The Article

Written By:Carlos Guadián Orta

Transleted By: Eduardo A. S.

Fonte : http://www.k-government.com/2016/06/28/100-herramientas-analisis-redes-sna-ars/

Listar Todas Voltar